A mulher morta

Picasso. Mulher chorando, 1937. Tate Gallery, London.

A mulher morta é aquela a que lhe foram negados seus direitos

De ir e vir

De decidir por parir ou não parir

A mulher morta é aquela que não sente prazer

Mesmo trepando pra valer

A mulher morta é aquela que não consegue alimentar seus filhos

Mesmo trabalhando sem parar

A mulher morta é aquela que espera por alguém que não virá

Ela é aquela que cala

Porque morta não fala.

A mulher morta é aquela a qual não a deixaram trabalhar

É aquela que apanha e não denuncia

A mulher morta é a que tem vergonha do marido e medo do desconhecido

Os índices estão errados

Há muito mais mulheres mortas do que vivas,

Corrijam seus dados

Nossa sociedade é um cemitério de mulheres!

(Autoria de Edna Telles)

Anúncios

Sobre poemasetextos

Sou uma pessoa apaixonada pela vida!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s